Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Será que tenho escrito na cara "Parva"?

Foto minha

 

Sei que não tenho o QI do Einsten e que estou muito aquém dos supra sumos que povoam o nosso universo intelectual.

 

Sou lúcida o suficiente para saber até onde posso ir e do que posso fazer.

 

Também tenho consciência das minhas capacidades físicas e intelectuais, se são muitas ou poucas, não interessa o mais importante para mim é mesmo tentar valorizar, respeitar e ajudar sempre que possível os outros.

 

Sou sensível e com uma intuição que dia para dia vai aumentando o que em certas circunstâncias pode causar um certo desconforto, porque me apercebo de coisas que calo, mas que sinto.

 

Por vezes dou por mim a pensar que se nos remetêssemos ao tempo em que ainda não existia linguagem, apenas telepatia, eu seria uma expert.

 

Daí a minha consternação e revolta quando me prometem algo que eu sei de antemão que não podem cumprir, ou ainda quando afirmam com tanta certeza certas verdades que eu sinto que são puras mentiras.

 

Como reajo? Pois se calhar não será da melhor forma, porque em vez de confrontar, de argumentar, finjo que sim.

 

Talvez esta não seja mesmo a melhor postura, mas é uma forma de pensarem que sou parva e mais tarde ou mais cedo, iludidos(as) com a minha ingenuidade mascarada a verdade vem sempre ao de cima.

 

Agora ando aqui num dilema, ou continuo a fingir que sou parva ou então viro a mesa e digo logo tudo o que me desagrada, me entristece, me corrói a alma, me constrange e me despedaça o coração.

 

Se calhar o melhor mesmo é tirar a máscara.

 

 

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil