Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Arrumando Gavetas

 

 

 

 

 

Nem sempre estamos com disposição para arrumar gavetas ;vamos enchendo-as de coisas que temos pena de deitar fora, chegando ao ponto de mal se conseguirem fechar.

Hoje decidi que era um trabalho que devia  ser feito e com muita paciência, uma a uma, lá as fui despejando, deitando fora algumas coisas e arrumando outras.

 Confesso que uma coisa que à partida poderia  ter sido entediante se transformou num prazer, porque fui descobrindo coisas k tinha esquecido , ou julgava já perdidas.

Uma das coisas que encontrei foi uma velha agenda, que tenho desde os 18 anos, onde escrevia tudo o que me vinha à ideia. Abria com um sorriso nos lábios e fui lendo o que por lá havia.

Não resisto a transcrever um poema que encontrei e que adoro.

Começava assim:

 

Éramos amigos e tornámo-nos estranhos um ao outro.

Está bem assim,

Não nos esconderemos nem dissimularemos nada um ao outro

Não temos de corar por coisa nenhuma.

Somos dois navios, cada um tem o seu caminho e o seu destino.

Cruzámo-nos por acaso, celebrámos juntos uma grande festa

E então os nossos dois corajosos navios,

Repousaram tão tranquilamente no mesmo porto e sob o mesmo sol

Que parecia terem os dois atingido um objectivo que lhes era comum.

 

Mas a força poderosa do nosso dever

Expulsou-nos novamente, para mares e sóis diversos

Talvez não nos vejamos mais ou então voltar-nos-emos a ver

Sem nos reconhecermos.

 

Os mares e os sóis diferentes ter-nos-ão transformado.

Estava escrito no nosso destino, que nos devíamos tornar estranhos

Mais uma razão para nos respeitarmos mutuamente.

Mais uma razão para santificar nossa amizade interrompida.

 

Existe certamente um astro longínquo,

Invisível e prodigioso que dá uma lei comum

às nossas pequenas evoluções

elevemo-nos até esse pensamento!

 

A nossa vida é demasiado curta

A nossa vida é demasiado fraca

E se temos de ser estranhos na terra

Acreditemos apesar de tudo, na nossa amizade estelar

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil