Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Descobrindo a Felicidade

Mal se abre o meu blog, dá-se logo de caras com a frase de boas vindas que eu escolhi, uma frase de Confúcio: " Quando duas pessoas partilham um pão voltam com um, quando partilham ideias voltam com duas". Para além da frase há alguns posts que tenho escrito, que demonstram a minha simpatia e admiração pela cultura chinesa, pelo budismo, pela filosofia Oriental.

Como eu, vão surgindo outras pessoas que gostam de partilhar ideias sobre o assunto e vão dando a conhecer ensimentos, deixando reflexões, escrevendo comentários...ao mesmo tempo que se estreitam laços e se criam empatias.

A Teresa descobriu, ela sentiu, ela surpreendeu-me e mais uma vez fiquei sem palavras quando recebi um livro dela na caixa do correio..."Sementes de Bem- Estar na Sabedoria Chinesa" ...um livro que se destina a todos aqueles que procuram o bem estar, equilíbrio e harmonia no seu quotidiano. Com base no pensamento chinês possibilita a compreensão de muitos aspectos da sabedoria milenar e oferece sugestões que inspirarão todos os que desejam trilhar o caminho da felicidade.  

É assim que aos poucos vou descobrindo a felicidade que se desnuda em palavras , em acções, em emoções sentidas e inesperadas.

É assim que, sem ser feliz, vou tecendo uma manta de retalhos, onde á mistura com lágrimas, saudade, desilusão, há uma mancha em muito maior quantidade de retalhinhos  feitos de amizade, de sorrisos e de partilha, que se entrelaçam uns nos outros e  que são o suporte para as desditas de uma vida... vida rica em ideais e sonhos.

E quando há bem pouco tempo deixei aqui um texto da Julieta em que a pergunta era: Quanto Vale a Sua Felicidade?...Hoje volto a responder mais consciente que nunca :

A minha felicidade vale o momento, porque a vida é feita deles...

A minha felicidade vale o inesperado das alegrias que vão acontecendo por aqui.

A minha felicidade vale o quanto aprendo nesta permuta de saberes.

A minha felicidade vale muito mais que os meus sonhos, vale uma realidade constituída por pessoas que ousam dar-me aquilo que eu jamais imaginei receber

 

Obigada Teresa
Obrigada a todos.

 

24 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil