Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

A história dos quatro ventos

 

 

 

 

 

 "...A long long time agoo..." foi assim que começou, com voz grave e rouca o ancião de uma aldeia da Lapónia a contar a história dos quatro ventos ao nosso grupo, que abrigados numa tenda onde ao centro crepitava uma fogueira que nos mantinha quentinhos, aconchegados e muito atentos á história que ouvimos.

 

Conta-se que há muitos muitos anos era quase impossível viver em terras da Lapónia, porque os quatro ventos sopravam ao mesmo tempo provocando um frio e desconforto a todos os que habitavam naquela zona.

 

Um dia um Xamam, nada satisfeito com esta anarquia, convidou-os para a sua tenda; começou a entretê-los com algumas histórias e eles acabaram por adormecer. Então ele pegou no seu chapéu de cores garridas e atou cada um deles a um canto.

 

Quando acordaram, os ventos espernearam, sacudiram-se, praguejaram e imploraram para que os libertasse. Ele disse-lhes que só os libertaria com uma condição..deviam prometer soprar um de cada vez e em épocas diferentes.

 

Os ventos concordaram e como prova do pacto que tinham feito, o ancião prometeu que a partir daquele dia todos os Lapões usariam um chapéu daqueles.

 

Hoje não há loja de artesanato que não venda aqueles chapéus, bem coloridos e quentinhos.

Também comprei um que me deu um jeitão quando algum dos ventos soprava com mais força e aqui o conservo não vá um dia precisar dele quando fizer uma incursão a uma das nossas serras mais ventosas, que me farão lembrar aquela tenda perdida algures no Ártico onde o calor de uma fogueira, á mistura com o calor humano me recordará todo o frio que por ali passei.

 

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil