Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Ano Internacional das Florestas

 


Foto do blog Existe um Olhar

O Ano Internacional das Florestas arrancou oficialmente esta semana. A má notícia, se tinha vontade de celebrar a causa com uma visita a todas as árvores classificadas no país, é que provavelmente não vai ter tempo. São mais de 400. No site da Autoridade Florestal Nacional encontra a morada das árvores monumentais e de interesse público de norte a sul do país. O i ajuda com dez, só para abrir o apetite. Não é preciso ter pressa, algumas sobrevivem há mais de 2000 anos.

 

1. Comece com as oliveiras milenares no km 26,6 da EN 10, em S. Lourenço, Setúbal.

2. Se está para os lados de Viseu, tire a fotografia da praxe com o conhecido Carvalho do Presépio, no Mosteiro (Castro Daire).

3. Para um sobreiro com 500 anos, bata à porta da Quinta da Sobreira Quinhentista, em Cantanhede.

4. Se vai numa peregrinação a Fátima, pare na azinheira grande como lhe chamavam os pastorinhos. Foi classificada em 2007.

5. Há um pinheiro polvo na Mata Nacional de Leiria. Não dizemos mais.

6. Porque nem todos os eucaliptos são invasivos, tente contar os que têm cegonhas entre o km 28 e o km29 da EN253.

7. Se quer uma aventura nos arredores de Lisboa, tente encontrar o dragoeiro da Academia Militar da Amadora. Explica o site da ANF que a resina vermelha era conhecida pelas propriedades medicinais.

8. Esta é uma árvore amiga das crianças, pelo menos dos alunos da Escola E.B 2 e 3 do Algoz, em Silves. A oliveira de 1500 anos costuma fazer parte dos trabalhos de casa.

9. Se quer saber quando mede uma sequóia-gigante com 100 anos visite a Quinta do Alarcão, na Guarda.

10. Pode já não ser Natal, mas fica bem mostrar aos seus filhos um azevinho verdadeiro (já sabe que é proibido arrancar pés por isso talvez seja melhor ainda faltarem 11 meses para novas decorações). Morada: Casa Azul, Lugar da Porta em Cristoval, Melgaço.


(Em ionline)

 

Uma das maiores fontes de energia para o ser humano está na natureza.

Se se sente cansado, esgotado, sem ânimo, aproveite o fim de semana para estar em contacto com a natureza. Um passeio à beira mar é revigorante e se abraçar alguma árvore ou passaer numa zona arborizada, verá que a disposição muda e tudo parece mais leve.

 

Aproveitemos o que de melhor ela nos dá, apenas devemos protegê-la e mantê-la viva e percebermos que é o melhor bem que temos neste nosso planeta azul. 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil