Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

(Des)governação, venha o diabo e escolha

  

 

 

Possuída de alguma curiosidade, depois de ver cair este governo, lembrei-me de aplicar alguns conhecimentos de numerologia e analisar os futuros ou possíveis candidatos à governação.

 

Tive esperança que dos números saísse um líder, um homem com carisma, com garra, capaz de levar a bom porto este barco que ameaça naufragar.

E se não me enganei, os resultados são deveras desanimadores.

 

Comecei pelo candidato que poderá ter mais hipóteses de subir ao poder, Passos Coelho.

Com um número de destino 6, não é de todo um homem com força suficiente para agarrar uma missão que exige neste momento uma mão de ferro. É uma pessoa calma, responsável, sensível que gosta de ajudar e que pode ser demasiado ingénuo deixando que os outros abusem da sua bondade. Como tem como personalidade 6 há a tendência a transformar-se num tapete que toda a gente utiliza e ninguém reconhece. Por vezes faz uso das mentiras brancas, aquelas mentiritas inofensivas que só servem para não magoar. Digamos que é um homem da família, para a família e amigos e não para governar uma nação.

 

Jerónimo de Sousa, um visionário, um filantropo, um homem inteligente que vê mais além, um sonhador que se entristece por ver que os outros não têm  capacidade de ver tão longe quanto ele, tornando-se por vezes intolerante.

Com uma personalidade 4 é uma pessoa digna de confiança, responsável, amigo de regras , ordem sendo o pilar de qualquer empresa. Normalmente são pessoas rígidas, teimosas, cabeçudas e dominadoras, sendo-lhe difícil aceitar quem não é como ele. Ora como vivemos numa desordem, ou melhor num caos, não estou a imaginar este senhor a tolerar tanta anarquia e a gerir com alguma assertividade os nossos destinos, mas eu não sou adivinha, nem devia estar a dar palpites, a vida e as pessoas por vezes surpreendem-nos.

 

Francisco Louçã com um destino 8, sortudo este homem, dinheiro não lhe falta. Materialista, egoísta, amante do prestígio e de uma boa imagem, adora as coisas boas da vida, vestimenta, casa, estatuto social. Possuidor de um grande carisma que atrai bastante os amigos. O prestígio atrai-o de uma forma especial.

Com uma personalidade 3 traz um grau de vitalidade e grande optimismo ao seu destino.É dotado de diversos talentos. Muito social aprecia a camaradagem e quando o desiludem fica devastado. É muito criativo e a escrita, as artes e a produção são atributos deste número.

 

Paulo Portas, um comunicador nato regido por um destino e uma personalidade 3 que fazem dele um bom conversador, tendo sempre algo de importante para contar e gosta tanto de o fazer que muitas vezes se esquece de ouvir os outros. Tem uma habilidade especial para fazer uso das palavras. Muito emocional, tem tendência a dramatizar demasiado situações que não têm a importância que ele lhe dá. Conclusão: Falas bem, mas não me alegras.

 

Curiosamente o único homem que tem o número 1 como destino é o Sócrates que caracteriza os grandes lideres, mas como está num ano pessoal 9 indica o fim de um ciclo, o acabar daquilo que não interessa, o descambar de situações que foram sendo construídas nem sempre da melhor forma. Más sementeiras resultam sempre em más colheitas.

 

Depois desta análise que poderá causar o descrédito de muitos, não vejo em nenhum destes homens coragem, para tomarem medidas drásticas e urgentes a bem da nação. Espero enganar-me.

 

 

 

 

26 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil