Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Para realizar os nossos desejos, precisamos saber as nossas necessidades

 

 

 

"Por que nossos desejos nos parecem tão inalcançáveis? Porque não soubemos atender às nossas necessidades...
Quando não reconhecemos nossas necessidades, corremos o risco de não estabelecer os limites reais entre o que podemos e queremos oferecer.
Em geral, temos dificuldade para discernir a diferença entre necessidades e desejo.

Desejo é a motivação de manifestar algo, seja interno ou externo a nós, que nos proporciona prazer e satisfação. Já as necessidades são todas as condições que precisamos adquirir e amadurecer para que nossa motivação possa se manifestar de modo estruturado. Neste sentido, para conquistarmos o que quer que seja, interior ou exteriormente, temos antes que primeiro adquirir uma base sólida.

No entanto, na maioria das vezes, passamos por cima de nossas necessidades pois cremos que basta seguir nossos desejos para encontrar a felicidade.
O problema é que sem atender nossas necessidades não teremos condições reais para sustentar a manifestação de nossos desejos!

É como a construção de uma casa: primeiro, temos que analisar as condições do terreno, construir uma boa fundação, para depois ver a casa de nossos sonhos sendo construída... Caso contrário, estaremos construindo um castelo de areia.

Muitas vezes, associamos o fato de reconhecermos aquilo que nos falta como um sinal de carência, fraqueza e vulnerabilidade. Se tivermos uma autoimagem baseada no condicionamento de que somos insuficientes para enfrentar as adversidades, iremos naturalmente evitar olhar de frente o que nos falta. No entanto, isso é um erro de interpretação. Perceber nossas necessidades é apenas o primeiro passo do processo de autorrealização.

O perigo de nos sentirmos envergonhados de nossas necessidades é que acostumamos a escondê-las de nós próprios e dos outros. Desta forma, com frequência dizemos: Não se preocupe comigo (o famoso tudo bem). Associamos à ideia de que nossas necessidades podem incomodar os outros. Declaramos de que não precisamos de nada devido ao medo de nos tornamos um peso extra e sermos rejeitados. Afinal, quem nunca dá trabalho não corre o risco de ser excluído...

No entanto, desta forma, o feitiço se volta contra o feiticeiro. Poderemos não ser excluídos, mas seremos facilmente vítimas de abusos, pois nossas necessidades não serão reconhecidas e muito menos atendidas!"´

 

O resto do texto está aqui.

 

Hoje apeteceu-me dizer que não está tudo bem,

Hoje quero que alguém se preocupe comigo

Hoje não sorrio porque não me apetece.

Hoje cansei de estar, de ser e de parecer

Hoje há a vulnerabilidade de quem cansou de ser forte

Hoje há a certeza da fragilidade que me persegue.

Hoje sou eu

 

Amanhã a gata borralheira transformar-se-á em Cinderela

 

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil