Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Mais uma da senhora ministra

 

A senhora Ministra da Educação ainda me consegue surpreender.

Estava eu a ler um jornal local quando me deparei com a seguinte notícia:

"Maria de Lurdes Rodrigues visitou a Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro na passada sexta feira, 20 de Fevereiro, numa visita relâmpago. O próprio presidente do Conselho Executivo, António Veiga, só foi informado da visita ministerial 15 minutos antes da governante ter chegado à escola.

Mais:

"Era esperada na Benedita, mas não apareceu...

Foi pela GNR local que a Escola Básica 2 de Frei António Brandão da Benedita terá ficado a saber que a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, estaria prestes a chegar àquele estabelecimento no final da manhã da passada sexta feira depois da visita às Caldas da Rainha.

Montou-se o respectivo aparato policial, deram-se por terminadas as actividades com as crianças , que estavam no corso carnavalesco e numa correria preparou-se a recepção à ministra...que não chegou a aparecer."

 

Não vou criticar a actuação da senhora ministra, outros o farão por mim, mas não posso deixar de especular sobre o que vai na cabecinha desta senhora.

_ Será que sabe ser meiga, carinhosa, dar uma palavra amiga ou confortar alguém que sofre?

_ Será que ainda consegue chorar quando se emociona?

_ Conseguirá dar uma boa gargalhada?

_ Será que se emociona?

_Terá ainda coração...ou transformou-o numa máquina calculadora?

_Será que ainda faz amor?...ou se não, ainda se aconchega nos braços do marido quando á noite se deita?

_ Será que  se deita? Ou nem sequer dorme?

_ Terá algum viciozito? Bebe, fuma?...

_ Vai às compras?

_ Actualiza o guarda roupa?

_ Irá com  regularidade ao ginecologista, ao neurologista, fará análises?

 

A avaliar pelo seu desempenho, penso que seria de aconselhar uma visita rápida a um bom psiquiatra.

 

 

 

 

 

 

publicado às 16:15

ÓBIDOS - FESTIVAL DE CHOCOLATE

 

                                                          

Vem aí a 7ª edição  do Festival de Chocolate  de Óbidos. Decorrerá de 5 a 15 de Março e este ano é dedicado às Histórias de Amor.

Poder-se-ão ver esculturas em chocolate, recordando A Bela e o Monstro, Romeu e Julieta, Titanic, O corcunda de Notre Dame, D. Quixote de la Mancha, e a mais comovente história de amor português, Pedro e Inês.

O festival funciona de segunda a quinta-feira entre as 15 e as 23 horas, às sextas entre as 15 e as 24 horas, aos sábados entre as 10 e as 24 horas, e ao domingo entre as 10 e as 20 horas. Os bilhetes custam cinco euros para os visitantes a partir dos 12 anos, ao passo que os portadores do Cartão Via Verde para Cultura têm entrada gratuita no evento. A entrada na Casa de Chocolate das Crianças tem o preço de quatro euros (dos 0 aos 11 anos).

 

 

Para os amantes de chocolate e  não só, fica aqui uma sugestão para uma escapadela bem doce e histórica.

publicado às 16:44

DOWN

 

 

 

Hoje é um daqueles dias que se pudesse apagava, como não posso, tenho que vivê-lo e aceitar.

Sem motivo aparente sinto-me uma "coisa" pequenina, amargurada, triste, inerte, presa, com vontade de me esconder...

Não me apetece falar, embora gostasse de receber aquele telefonema, aquela mensagem, aquele abraço, um miminho...mas ninguém adivinha, ninguém desconfia que a pessoa forte, optimista, alegre... que sempre mostra ser, tenha estes momentos "DONW".

Vêm-me à cabeça as questões mais disparatadas, questiono tudo, ponho em causa certezas que julgava que o eram e que hoje (e espero que seja só hoje), são dúvidas.

Consola-me saber que amanhã é outro dia e não será certamente igual a este.

Vou esperar que o sol se ponha, um novo dia recomece, e que a alegria , o optimismo e a força voltem de novo.

 

Eu sei, eu sei... toda a gente tem momentos destes!

 

publicado às 15:45

UMA OUTRA FORMA DE AMAR...ou não...

 

 

Os olhos cruzaram-se, sentiram um aperto no estômago, o coração começou a bater mais rápido, ela corou, ele desajeitado deu-lhe um beijo e disse: -Muito prazer! Tiveram a impressão que já se conheciam há muito, era "ELE" o tal...era "ELA", a mulher que há muito procurava.

Começaram a conversar, a princípio banalidades, para ficarem pouco a pouco mais à vontade. Depressa ,as palavras fluiram... tinham gostos tão parecidos, interesses em comum, sonhos...tantos sonhos!...

Trocaram números de telefone e ficou no ar o convite para um cafezinho.

A partir desse dia, o sol brilhou para ambos.

Mensagens, telefonemas, jantarinhos em lugares românticos começaram a fazer parte do dia a dia de cada um deles.

ESTAVAM APAIXONADOS!

Durante uns tempos , parecia que o mundo lá fora tinha desaparecido, viviam um para o outro, todos os minutos eram aproveitados para estarem juntos e as despedidas eram sempre difíceis. Eram felizes!

 

E depois?........

Há dois destinos possíveis:

1- O estado de paixão desapareceu, mas foram solidificando um amor que iria perdurar.

Respeitavam-se, davam espaço um ao outro, confiavam e conseguiram um equilíbrio que permitiu que ambos percebessem que na realidade poderiam construir uma relação estável e duradoura.

 

2- O estado de paixão desapareceu, ele deixou de telefonar ou enviar mensagens com a assiduidade habitual, ela começou a cobrar, surgiram desconfianças, ciúmes...

No meio de acesas discussões tentaram explicar, ele as ausências, ela as promessas feitas.

Prometeram rever atitudes, disseram  pela milésima vez um ao outro o quanto se amavam.

Nada voltou a ser como dantes, não conseguiram transformar a paixão em amor, começou a haver apego, dependência, dor...impossível uma relação sobreviver com tantas dúvidas e desconfianças.

Foram-se afastando lentamente, amargurados, tristes, com a sensação que o que parecia que era deixou de ser.

 

 

publicado às 23:34

AMOR SEM HORA MARCADA

Não combinaram nada, não prometeram, não juraram, não fizeram projectos para o futuro, não disseram o que iriam fazer daqui a quinze dias, um mês...nem sequer sabem quando se  vão encontrar.

Prometeram apenas, que se aparecesse alguém nas suas vidas, ou se a força do destino os separasse, teriam coragem de se olhar olhos nos olhos e despedir-se- iam.

 

 

Hoje quando se encontram, eternizam cada momento que pode ser o último ou a continuação de muitos, não interressa, importa é o "AGORA".

 

 

 

 

 

 

 

 

Podem achar que é impossível amar assim, que estou a delirar ou que vivo num mundo encantado... não, é apenas a meu ver, a forma mais pura de amar, sem apegos, sem prisões, sem controlo, é amar incondicionalmente é querer que o outro seja muito feliz, mesmo que  um dia essa felicidade, não passe pela vida de um deles.

 

publicado às 01:32

Desafio aceite

 

 

 

 

 

 Foi-me proposto um desafio pelo:

 http://100jeito.blogs.sapo.pt/">http://100jeito.blogs.sapo.pt/

_ Passear descalça na areia

 

_ Estar à lareira e ouvir a chuva cair.

 

_ Ter uma conversa interessante com alguém que saiba mais do que eu, ou que saiba coisas diferentes das que eu sei.

 

_ Ter colinho quando estou em baixo.

 

_  Rir, rir, rir,....

 

_ Contar estrelas nas noites limpas.

 

_ Escalar montanhas ou andar por caminhos difíceis.

 

_ Fazer Amor!

 

_ Fazer Amor!

 

_ Fazer Amor!

 

PS. Eu disse "fazer Amor" e não ter " Sexo"!!!!

 

 

E o desafio é dizer quais as 10 coisas completamente grátis que mais gosto... E então aqui fica a listinha:

publicado às 18:36

A aventura do meu iPod

A 12 de Fevereiro viajei até Roma num voo da TAP.

Para passar melhor o tempo fui ouvindo uma musiquinha no meu iPod recentemente comprado e que custou uma pipa de massa.

Quando à noite fui dormir, qual não foi o meu espanto, quando reparei que de iPod nem sinal.

Fiquei desolada, queria começar a escrever o meu diário da viagem, ver um filme ou ouvir uma daquelas músicas que me ajudam a adormecer...e nada.

Felizmente o esplendor e grandeza da cidade fez-me esquecer o meu aparelhinho, embora de vez em quando lá vinha uma lembrancinha.

A 17 regressei. Antes de embarcar lembrei-me de ir aos " perdidos e achados", mas confesso, sem esperança nenhuma de encontrar o meu brinquedo novo, mas se não o fizesse , não ficaria descansada.

Contei o sucedido, o senhor foi ao PC verificar e qual não foi o meu espanto quando me disse que na realidade foi encontrado e que estava guardado. Mal queria acreditar!

Não o pude trazer logo, porque o gabinete da TAP estava encerrado. Ficaram com o meu nome e disseram que nessa mesma noite mo enviariam para Lisboa.

 

AINDA SE VAI ENCONTRANDO GENTE HONESTA!

publicado às 22:50

DIV.

DIV -  Divino -Tudo o que é bom e não sei explicar.

 

DIV -  Divinal- O que aconteceu.

 

DIV -  Dívida - O que devo e que nenhum dinheiro é capaz de pagar.

 

DIV -  Dividida - Quando não sei que caminho escolher.

 

DIV -  Divergência - Quando não concordo contigo.

 

DIV -  Dividendos - O que colhi depois de investir.

 

DIV -  Divórcio - Infelizmente um mal necessário.

 

DIV -  Divagar - Quando saio do mundo real.

 

DIV -  Divergir - Quando a aterragem não se pode efectuar.

 

DIV -  Diverso-  Diferente do que costumo sentir.

 

DIV -  Diversificado - Anti-monotonia

 

DIV -  ......................................................................................................................................................... 

 

publicado às 19:27

Telefone da Esperança

Hoje estava a ouvir as notícias, quando soube que em Portugal foi criado " O Telefone da Esperança"  um serviço que visa ajudar pessoas que podem expor os seus problemas,  serviço esse que já existe em Espanha desde 1990.

Não deixei de esboçar um sorriso, porque em tempos dizia que gostava de criar um consultório com o mesmo objectivo, até já tinha um nome: "O DESABAFO" (ouço os seus problemas , mas não os resolvo).

Pode ser que um dia possa concretizar este sonho, porque acredito que hoje , mais que nunca, as pessoas se sentem  sozinhas com uma necessidade enorme de ter alguém que as ouça.

Como ainda não tenho consultório, estou por aqui  sempre pronta a ouvir o seu desabafo.

 

publicado às 23:51

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil