Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Guardo a minha paz e espero á mesma hora

 

" Teria sido melhor se tivesses voltado á mesma hora-disse a raposa, se tu vens por exemplo ás quatro da tarde, desde as três começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer hora nunca saberei a hora de cativar o coração"( Antoine de Saint Exupéry)

 

Hoje de visita a uma loja de decoração vi escrita numa bela almofada branca esta mensagem que me tocou, aliás como me toca todo o livro do Principezinho, mas acho que devo acrescentar algo a este meu post de hoje, porque faz anos que faleceu um dos poetas portugueses que mais admiro: Fernando Pessoa.

 

Bóiam farrapos de sombra
Em torno ao que não sei ser.
É todo um céu que se escombra
Sem me o deixar entrever.

O mistério das alturas
Desfaz-se em ritmos sem forma
Nas desregradas negruras
Com que o ar se treva torna.

Mas em tudo isto, que faz
O universo um ser desfeito,
Guardei, como a minha paz,
A esperança, que a dor me traz,
Apertada contra o peito.

(Fernando Pessoa)

Óbidos Vila Natal

Aqui fica um programa bem aliciante para miúdos e graúdos nesta época de Natal.

 

Um Bar de Gelo é uma das muitas novidades do Óbidos Vila Natal 2010. Este ano, o evento volta a surpreender numa viagem entre o passado e o futuro. Promete encantar famílias inteiras, de 10 de Dezembro a 2 de Janeiro de 2011.

O Bar de Gelo será um espaço único onde o gelo se sente em cada peça e que será difícil esquecer. Uma novidade que ninguém quererá perder.

No entanto, a magia não fica por aqui. Um lindo Mercado de Natal, onde se encontram singulares presentes, um Carrossel de sonho e a Casa do Pai Natal são referências que nos transportam para o Natal antigo e nos enchem de saudades do tempo de crianças, mas que são acompanhadas pelas diversões mais modernas como a Pista de Gelo ou a Rampa do Castelo.

No evento Óbidos Vila Natal haverá, igualmente, um espaço onde poderá assistir com a família e amigos a espectáculos de cariz infantil que tornarão esta visita ainda mais surpreendente.  

Óbidos Vila Natal é mágico… Promete muita brincadeira, animação, cor, música e alegria e a sensação de entrar numa viagem onde o Natal do Passado, Presente e Futuro se vive a cada recanto.

Preços:
•    Bilhete de entrada no recinto (a partir dos 3 anos): €5
•    Bilhete espectáculo (infantil): €5
•    Entrada + Espectáculo: Criança €8 (3-11 anos), Adulto 10€ (> 11)
•    Entrada + Oficinas de Natal (só para crianças): €8

Entrada gratuita a crianças até aos 3 anos

Um fim de semana para recordar

 

Durante parte da semana andei agarrada á História, desfolhei manuais, consultei a net e os meus apontamentos de há uns anos atrás em que ensinei a muitos meninos de todo o país um pouco do passado da vila de Óbidos.

 

Fui surpreendida com um pedido para fazer este Domingo uma visita guiada, não a crianças, mas a cerca de quarenta adultos ligados a algumas corporações de bombeiros de diferentes partes do país.

Apesar de ficar atrapalhada, não tive coragem para negar o pedido e hoje lá fui, confesso um pouco a medo de confundir séculos, rainhas, arquitectura, nomes de monumentos e todas as histórias a eles associados.

 

Cheguei um pouco antes e dei uma última vista de olhos nas notas que levava na carteira.

 

Reuni toda a gente num local sem grande movimento e onde houvesse alguma concentração, não com o objectivo de conseguir que as pessoas ficassem a saber tudo, mas apenas para testar a minha capacidade de captar a atenção dos ilustres visitantes.

 

Gente simpática afinal, alguns com formação em História e ao longo do percurso fomos entrecortando a informação com assuntos de cariz pessoal.

 

Senti que ficaram satisfeitos e eu radiante por saber que não tinha perdido o treino.

Tiraram-se muitas fotos e no final foi obrigatório beber uma ginjinha em copo de chocolate.

Para acabar em beleza convidaram-me para almoçar  um belo cozido á portuguesa do qual já tinha saudades.

 

Amanhã tenho que dar o dobro das braçadas na piscina porque as calorias aumentaram já que no Sábado á noite fui a um aniversário e empanturrei-me com bolo de chocolate, para além de outras coisas, tudo bem regado, claro.

 

Há fins de semana entediantes , mas deste não me posso queixar.

 

Passado e Futuro

Foto do blog Existe um Olhar

 

Declaro-me livre do passado e do futuro.

O passado terminou e, na verdade, não pode tocar-me, se eu não deixar. E eu decidi que não quero.

Quero abrir mão do valor que eu dei ao passado e ao futuro.

Reconheço que do passado carrego a culpa do que devia ter sido ou feito e não fui ou não fiz.

No futuro, aguarda-me o medo que ele seja tão mau ou pior que o passado.

Abrir mão do passado representa livrar-me da culpa e do medo.

 

Fico com o AGORA.

A rosa

Foto do blog Existe um Olhar

 

A Rosa de Hiroshima

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada

(Vinícius de Morais)

Quando descobres a felicidade

Descobres a felicidade quando:

 

Tens um amigo, aquela pessoa que  terás sempre em grande estima, que sabes que poderás contar sempre; que bastará que  insinues que estás a precisar de ajuda e a ajuda está sendo dada.

Quando tens um(a) amante, aquela pessoa que faz o teu coração pulsar; que fará com que flutues e nada importará quando estiverem juntos;

Quando existe uma paixão, aquela pessoa que tu amarás, desejarás incondicionalmente, às vezes nem te importas se ela gosta de ti ou não.

Mas, se  conseguires reunir essas três pessoas numa só, podes ter a certeza... ENCONTRASTE A FELICIDADE!

 

(Mon Liu) texto adptado por mim

Foi no baile da paróquia

Sempre gostou de dançar e na época ir a discotecas , não era coisa comum e pouco recomendável para uma miúda de dezoito anos. Nunca enquanto esteve sobre a alçada dos pais lhe era permitido dar um pezinho de dança, a não ser quando se escapulia na sua bicicleta para o salão de festas na aldeia e dançava duas ou três vezes com um ou outro moçoilo que a convidava, regressando o mais rápido possível, com o coração aos pulos rezando para que ninguém lá em casa tivesse dado pela falta dela.

Um dia partiu e qual passarinho á solta sentiu-se livre e voou...voou.

Mal ela imaginava que em breve ficaria de novo engaiolada.

 

Ficou de coração aos pulos quando o viu pela primeira vez e num dia de S. Martinho de um ano qualquer ele, rapaz uns quantos anos mais velho de bonitos olhos verdes a convidou para ir ao baile da aldeia que estava em festa... rejubilou de contentamento.

O adro estava cheio de gente que rodopiava ao som da música de um conjunto que se fosse hoje era considerado pimba.

Pela primeira vez sentiu a liberdade na ponta dos pés e sem receios, com um sorriso de felicidade, toda a noite dançou agarrada a ele deixando-se levar pelos braços daquele que a surpreendeu nessa mesma noite com um pedido de namoro.

Ficou boquiaberta, mas no fundo era o que mais desejava, embora contrariasse a ideia de que só se prenderia muitos anos mais tarde, para que pudesse aproveitar a vida e gozar a liberdade que até então lhe tinha sido vedada. O coração falou mais alto e nem pela cabeça lhe passou que namorar já implicava uma outra forma de aprisionamento.

 

Passou um ano e coincidência ou não, precisamente na altura em que se comemorava o dia do mesmo santo onde tinha dançado no baile da paróquia, entrou na igreja pelo braço do seu pai e casou com aquele com quem viria a viver durante longos anos, demasiados, ou talvez apenas os necessários para reconhecer que estava na hora de reconquistar a liberdade perdida.

 

Hoje aninhada no seu canto vive livre e feliz fugindo de todas as aves de rapina que ousem aproximar-se, protegendo o seu coração, que de vez em quando lhe prega algumas partidas e palpita mais forte por uma ou outra ave que se aproxima.

 

Hoje de lareira acesa não haverá dança, talvez umas castanhas assadas e um copo de água pé.

 

 

 

Navegar

foto do blog existe um olhar

Navega, descobre tesouros,
mas não os tires do fundo do mar,
o lugar deles é lá.

Admira a Lua,
sonha com ela,
mas não queiras trazê-la para Terra.

Goza a luz do Sol,
deixa-te acariciar por ele.
O calor é para todos.

Sonha com as estrelas,
apenas sonha,
elas só podem brilhar no céu.

Não tentes deter o vento,
ele precisa correr por toda a parte,
ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.

As lágrimas?
Não as seques,
elas precisam correr na minha, na tua, em todas as faces.

O sorriso!                                                                                            

Esse deves segurar,
não o deixes ir embora, agarra-o!

Quem amas?
Guarda dentro de um porta jóias, tranca, perde a chave!
Quem amas é a maior jóia que possuis, a mais valiosa.

Não importa se a estação do ano muda,
se o século vira, conserva a vontade de viver,
não se chega a parte alguma sem ela.

Abre todas as janelas que encontrares e as portas também.
Persegue o sonho, mas não o deixes viver sozinho.
Alimenta a tua alma com amor, cura as tuas feridas com carinho.

Descobre-te todos os dias,
deixa-te levar pelas tuas vontades,
mas não enlouqueças por elas.

Procura!
Procura sempre o fim de uma história,
seja ela qual for.

Dá um sorriso àqueles que esqueceram como se faz isso.
Olha para o lado, há alguém que precisa de ti.
Abastece o teu coração de fé, não a percas nunca.

Mergulha de cabeça nos teus desejos e satisfá-los.
Agoniza de dor por um amigo,
só sairás dessa agonia se conseguires tirá-lo também.

Procura os teus caminhos, mas não magoes ninguém nessa procura.
Arrepende-te, volta atrás,
pede perdão!

Não te acostumes com o que não te faz feliz,
revolta-te quando julgares necessário.
Enche o teu coração de esperança, mas não deixes que ele se afogue nela.

Se achares que precisas de voltar atrás, volta!
Se perceberes que precisas seguir, segue!

Se estiver tudo errado, começa novamente.
Se estiver tudo certo, continua.

Se sentires saudades, mata-as.
Se perderes um amor, não te percas!
Se o achares, segura-o!

Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala.
"O mais é nada".

 

(Fernando Pessoa)

Desafio em cadeia- FIM

Chegou o dia do veredicto, o dia do poema por mim escolhido para que se continue o desafio e se estreitem elos de amizade e partilha de emoções.

Como devem calcular não foi fácil a escolha, porque em todos me revi e todos senti que me foram enviados com muito carinho.

Não vou justicar porque escolhi este e não outro, porque não consigo, apenas segui a minha intuição esquecendo nomes, na certeza porém que apesar de tudo , a minha vontade era que fossem todos escolhidos, mas iria quebrar este desafio.

Todos os sorrisos trouxeram magia, luz, encanto, imaginação, cada um deixou aqui uma onda enorme de uma alegria contagiante.

Muito obrigada a todos os que participaram e que os vosssos sorrisos não acabem aqui.

Bom, mas chega de palavras...

 

Escolhi o sorriso da Rosinda

 

 

O sorriso contagia deixa o rosto iluminado

 

Fá-lo brilhar de alegria, dando-lhe um novo encanto

 

Sorriso doce franco e rasgado,

 

malandreco atrevido, insinuante...

                                                                

Sorrir é uma graça, sorri só por um instante

 

O sorriso pode ser teu cartão de identidade.

 

Sorrir muito faz tanto, tanto...

 

Até mesmo te garanto,

 

Nos faz esquecer a idade,

 

Mas o sorriso mais lindo

 

É o sorriso da Esperança

 

Tão puro, tão inocente no rosto de uma criança...

 

Sorrindo vou versejando

 

Sorrindo de um sonho meu...

 

Quero e vou sorrir sonhando,

 

Mesmo lá longe no céu...

 

Mas enquanto por cá estou

 

Nesta vida de passagem

 

Um sorriso eu vos dou

 

Para alegrar a viagem.

 

 

 

Parabéns Rosinda, espero que com o teu sorriso continues a alegrar a nossa viagem!

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D