Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Para meditar

 

 

 

 

" O que acontece é a única coisa que poderia ter acontecido"

 

Nada, absolutamente nada ocorre  nas nossas vidas poderia ser de outra maneira, nem mesmo o detalhe mais insignificante!

 

Não existe:" se acontecesse tal coisa talvez pudesse ser diferente..." Não!

 

O que ocorreu foi a única coisa que poderia ter ocorrido e teve que ser assim para que pudéssemos aprender essa lição e então seguir adiante.

 

Todas e cada uma das situações que ocorrem em nossas vidas são perfeitos, mesmo que na nossa mente e nosso ego resistam em aceitá-las.

 

 

(Esta é uma das quatro leis da espiritualidade na India)

O Ano do Dragão

 

Conta a lenda que, quando buda atingiu o conhecimento supremo, mandou chamar todos os animais do mundo, para com ele celebrarem. Apenas doze compareceram e a cada um deles Buda ofereceu, como recompensa, um ano para regerem. Doze animais que conhecemos hoje, como sendo os signos da astrologia chinesa.

Ao contrário da astrologia ocidental que determina o signo pela nossa data de nascimento, o oriental é determinado pelo ano.

 

A 22 de Janeiro toda a Ásia festejou a entrada do novo ano que pode ver aqui.

 

Segundo os orientais é sempre um ano auspicioso em termos financeiros e individuais e para os outros signos como será?

 

Rato: Um bom ano para o Rato. Os estudos e a carreira acadêmica estarão favorecidos. No trabalho as modificações serão lentas, porém progressivas; mantenha a perseverança e a disciplina. Evite as fofocas e os negócios especulativos. Use a energia mental ao seu favor com bons pensamentos e comunicação positiva. Renove o relacionamento afetivo mudando a rotina e surpreendendo a pessoa amada. Na saúde atenção ao fígado. Cultive a reflexão e a paciência.

Boi: Um ano desafiante para o Boi que deverá cultivar a flexibilidade e a compreensão. O trabalho exigirá dedicação e responsabilidade, os resultados virão com o tempo. Evite os conflitos e os desentendimentos através da comunicação positiva. Atenção com as mudanças bruscas de humor e explosões de raiva que poderão afetar os relacionamentos. Os encontros afetivos estarão favorecidos em reuniões ou viagens. Mantenha o seu equilíbrio desenvolvendo uma atividade prazerosa. Na saúde evite o excesso de preocupações e atenção aos pequenos acidentes.

Tigre: Um ano de muitas oportunidades com altos e baixos para o Tigre que deverá buscar o equilíbrio nas reflexões internas. Seja disciplinado no trabalho, analise bem as questões e procure agir no momento oportuno. Há possibilidades de reconhecimento e aumento de responsabilidade. Busque a harmonia emocional através do diálogo e da compreensão. Tenha consciência de que as suas escolhas fazem a sua realidade. Na saúde cuide do sistema digestivo.

Coelho: Um bom ano para o Coelho colocar em prática a sua diplomacia e discrição. Evite as confusões estabelecendo limites e sendo mais objetivo. Haverá boas oportunidades financeiras e realizações profissionais. Atenção ao lidar com documentos importantes e dinheiro. Poderá estar mais suscetível emocionalmente; por isso antes de mergulhar numa relação avalie as conseqüências. Desenvolva a sua auto-estima e a valorização pessoal. Na saúde evite o estresse e atenção aos acidentes.

Dragão: Neste ano o poderoso Dragão deverá deixar o autoritarismo e a impulsividade de lado e cultivar a reflexão em busca do equilíbrio interior. Poderá contar com a ajuda e o apoio dos amigos. Os estudos e as viagens estarão favorecidos. No trabalho seja perseverante, use a comunicação positiva e seja prudente ao lidar com as finanças. Com bom senso e discernimento você evitará complicações futuras. Use a criatividade para renovar a energia amorosa. Na saúde atenção ao sistema respiratório e à saúde bucal.

Serpente: Um bom ano para a Serpente, o sucesso virá com a disciplina e a competência profissional. Mantenha a rotina do trabalho enquanto espera o melhor momento para agir e colocar seus planos em ação. Com bom humor e diplomacia você poderá atrair aliados influentes. Atenção aos seus pertences pessoais e aos gastos desnecessários. Na vida afetiva haverá muita harmonia e cumplicidade. Paixão a vista para quem está sozinho. Na saúde, atenção à pele e aos olhos.

Cavalo: Um ano moderado com alguns contratempos para o Cavalo que deverá refrear a sua impulsividade e suas ambições. Evite os gastos desnecessários e cuide de seus pertences pessoais. Poderá se envolver com projetos sociais que no futuro trarão prestígio e reconhecimento. Os estudos e as viagens estarão favorecidos. No amor avalie os seus sentimentos, posicione-se e tome uma atitude, renove a relação. Na saúde controle a ansiedade. Atenção aos ossos e vesícula biliar.

Cabra: Um ano movimentado para o nativo de Cabra que deverá manter o foco em seus objetivos e ser mais cooperativo. Evite a indecisão, siga o conselho e o exemplo das pessoas bem sucedidas em sua área de atuação. Os estudos estarão favorecidos neste período. Esteja disposto a renovar o relacionamento afetivo, esclareça as divergências através do diálogo e da compreensão. Cuide da saúde emocional e mental, os pensamentos negativos drenam a sua energia. Atenção ao baço e pâncreas.

Macaco: Um ano desafiante para o Macaco que deverá avaliar os feitos dos últimos tempos e contabilizar os resultados para então, estabelecer uma nova ordem de trabalho, sem perder o foco inicial. As mudanças serão necessárias e benéficas, desde que bem planejadas. No amor esteja consciente de seus sentimentos, resista às tentações que poderão trazer confusões futuras. Desenvolva o autoconhecimento. Na saúde, atenção ao estômago e intestinos.

Galo: Um bom ano para o Galo que estará mais criativo e popular. Será capaz de unir pessoas com objetivos comuns e dispostas a cooperar com ele. Mantenha o senso crítico e não descuide dos detalhes. Evite os gastos desnecessários. No amor avalie os seus sentimentos, evite os exageros e a impulsividade, cultive a harmonia, a sinceridade e a cumplicidade. O amor estará no ar para os solteiros. Na saúde dê atenção aos rins.

Cão: Um ano favorável aos estudos e ao auto-aprimoramento do Cão. Poderá obter bons resultados com o trabalho em equipe. Seja disciplinado e cooperativo. Evite a indecisão. Esteja atento às pessoas interesseiras que tenderão a manipulá-lo. Estabeleça limites. No amor o período promete ser de muita alegria e paixão tanto para os comprometidos quanto para os solteiros. Aproveite! Na saúde evite a auto-medicação, cuide do sistema circulatório.

Porco: Um ano de boas oportunidades para o Porco que para alcançar o sucesso deverá ouvir a voz interior, tomar suas próprias decisões e cuidar pessoalmente de seus negócios. Organize seus documentos e seja prudente ao lidar com o dinheiro. Não deixe outras pessoas interferirem em seus projetos. Evite as fofocas e as discussões inúteis. As viagens estarão favorecidas. Melhore o relacionamento afetivo através do diálogo e da cumplicidade. O amor e o romance estarão no ar. Na saúde cuide do sistema circulatório e digestivo..

 

(Informação tirada daqui)

 

Eu sou macaco(a) e tu?{#emotions_dlg.blink}

 

Bom ano do Dragão para todos!

 

A terapia do sorriso

Durante alguns dias que passei na Suíça, conheci um senhor cujo trabalho é fazer workshops sobre a terapia do sorriso e é frequentemente chamado a fazê-lo em muitas empresas.

Podem conhecer este tipo de trabalho vendo este vídeo http://youtu.be/Tvj3LLf7f2 realizado pelo próprio.

Hoje, por coincidência, enquanto navegava pelas páginas do Sapo encontrei este artigo:

 

 

Rir é benéfico para a saúde e bem ajuda à recuperação de quem está doente. Afinal, "quem ri seus males espanta", diz a sabedoria popular.



Pela sua saúde, ria!

Sorrir transmite uma sensação positiva. Agrado, satisfação, gratidão, diversão, reconhecimento e tantas outras emoções que se sintetizam num sorriso.

 

Basta recordarmos o quanto gostamos de ver um bebé sorrir, qual ritual de crescimento como aprender a falar ou a andar.

 

Como é costume dizer-se, o sorriso é o reflexo da alma, chama da comunicação entre as pessoas - quando autêntico. Autenticidade que se prolonga dos lábios para os olhos que, sim, também riem...

 

Depois, temos sorrisos múltiplos, à medida da conveniência da socialização. Tantas vezes desconfiamos de quem mostra delicadeza excessiva, que sorri de igual modo para todos. Mas gostamos que nos sorriam, seja atrás do balcão de uma loja, no supermercado, o colega do lado, numa repartição pública. E perdemos o sorriso quando não nos correspondem ou reagem com brusquidão.

 

 

 

A terapia do sorriso

 

A verdade é que sorrir facilita, ajuda a vencer a timidez e a superar dificuldades. E acredita-se que a disposição emocional dos doentes influencia o estado de saúde. Alguns hospitais recorrem mesmo a equipas de animação, que entretêm as crianças, estimulando a alegria e contribuindo para que se tornem mais activas e comunicativas.

 

Uma boa gargalhada estimula a musculatura facial, mas também a dos braços e a do tórax, e aumenta a quantidade de oxigénio e de sangue que irriga os tecidos e órgãos do nosso corpo. O bom humor influencia mesmo a bioquímica do nosso organismo, dando espaço às endorfinas, substâncias que actuam nos terminais nervosos das células, responsáveis pela sensação relaxante que sentimos após a tal gargalhada.

 

Que o sorriso é uma atitude positiva a adoptar, parece ser uma ideia pacífica. Mas há sorrisos e sorrisos...

 

Que apesar dos momentos menos bons pelos quais estamos a passar, encontremos numa ou noutra altura motivos para sorrir.

 

Ps. Penso que seria aconselhável que os nossos governantes fizessem de imediato um workshop destes{#emotions_dlg.tongue}, talvez ficassem motivados para nos darem motivos para sorrir.

 

Por que será que pedir desculpa é tão difícil?

Lembro-me da primeira vez em que pedi desculpa, tinha seis anos e aconteceu com a minha primeira professora quando ela se preparava para me dar umas reguadas, depois de uma colega me  acusar de ter copiado umas contas de dividir. O meu imenso orgulho teve de se desvanecer perante a humilhação que seria experimentar perante toda a turma um acto que nunca tinha acontecido e que eu nunca fiz por merecer.

 

Senti o meu coração encolher-se, mirrar-se, quase a desfazer-se e uma terrível luta interior perante um dilema que se me afigurava gigantesco, ou pedia desculpa ou era castigada, optei num esforço quase hercúleo pela primeira hipótese, livrei-me da régua mas senti um misto de emoções contraditórias que passavam pelo orgulho ferido e o alívio e satisfação por ter ganho uma batalha.

 

Lembrei-me deste episódio quando há dias a filha de uma amiga me estragou sem querer uma pulseira. A menina tem apenas três anos e meio.

- Pede desculpa - dizia a mãe

- Não- respondia a filha

E num tempo que parecia não ter fim em que todos os envolvidos viviam momentos angustiantes, eu, porque era o motivo daquela cena e os pais por não conseguirem demover a filha e que após longos minutos apenas conseguiu balbuciar :-Mamã eu não consigo. Como eu a entendi!

-Então, filha eu hoje também não vou conseguir contar-te a história antes de adormecer.

Não era a primeira vez que a menina demonstrava ter um enorme orgulho e grande dificuldade em pedir desculpa e os pais desabafando comigo estavam preocupados porque estava difícil arranjarem estratégias para debelar esta falha.

Nessa noite não houve história nem mimos, mas por parte da criança não houve exigências e adormeceu sozinha.

 

No dia seguinte estávamos a almoçar descontraidamente quando sem esperar ouvi espantada:- Desculpa ter estragado a tua pulseira, foi sem querer.

Ficámos emocionadas, aplaudimos e sentimos apoderar-se de nós um grande alívio por mais esta conquista.

 

Hoje continuam a existir pessoas que magoam, que machucam os outros, sobretudo as mais frágeis e que cobardemente se afastam, fingem ignorar, desligam e seguem caminho indiferentes às mágoas que causaram aos outros, simplesmente ou talvez porque em pequenos não tiveram ninguém que lhes ensinasse a cultivar a humildade.

 

Sem dificuldade e de coração aberto e sem esforço  consigo dizer : Desculpa-me... mas há uma canção que nunca esqueço

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D