Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Passeio no rio Mekong

Levantámo-nos bem cedo para assistir ao nascer do sol

IMG_0703.JPG

Fomos em grupos de dois num barco, para percorrermos durante algumas horas toda a actividade que se registava no rio.

_MG_3449.jpg

E a viagem começou.

_MG_3561.jpg

Por lá tudo se compra e se vende.

_MG_3414.JPG

IMG_0655.JPG

E até se come

_MG_3507.JPG

A azáfama é constante e quer homens quer mulheres se esforçam para cumprir da melhor forma tudo o que contribuísse para ganharem o máximo.
Tudo gente simpática!

IMG_0639.JPG

IMG_0635.JPG

IMG_0760.JPG

 Havia quem lançasse a rede e tentasse a sua sorte.

IMG_0657 (1).JPG

Nas margens do rio a vida continuava:

_MG_3542.jpg

E eu continuei a navegar, deliciando-me com as paisagens e a vida nesta autêntica cidade flutuante

_MG_3275.JPG

 

 

 

O que se pode fazer numa linha de caminho de ferro

Recentemente na minha visita ao Vietnam e mesmo no centro de Hanói há uma linha de caminho de ferro, onde o comboio passa apenas uma vez por dia, mais precisamente às 12 horas.
Enquanto ele não não passa, registam-se momentos, os habitantes continuam a fazer a sua vida normal e eu fiquei por ali a registar algumas imagens que gostei.

_MG_1558.JPG

 As esfregonas são colocadas a secar mesmo no centro da linha.

_MG_1571.JPG

Um dos habitantes depena uma galinha, indiferente ao movimento dos turistas.

_MG_1582.JPG

Os turistas veraneiam por ali à espera que o comboio passe.

_MG_1573.JPG

 Mesmo no meio à mesas para se poder tomar um chazinho, tirar uma foto, ou simplesmente posar para mais uma foto.

_MG_1584.JPG

_MG_1609.JPG

_MG_1600.JPG

_MG_1614.JPG

E há quem não resista a registar o momento em que passa uma bonita vendedora.
Ao meio dia em ponto o comboio passou, os turistas partiram, mas a vida continuou por ali.

Antes que me esqueça

Uma grande amiga minha, que está no estrangeiro, disse-me que me ia enviar um postal de Natal, pensei que era um postalinho normal, daqueles que têm o presépio ou uma árvore de Natal. Qual não foi o meu espanto quando recebi uma carta que passo a transcrever:

Querida amiga
Quando me falou daquela doença em que esquecemos as coisas, fez-me pensar muito, por isso vou escrever-lhe uma carta que se chama: 
ANTES QUE ME ESQUEÇA

Há coisas pequenas que não posso esquecer e que quero agradecer, caso no futuro não o possa fazer de uma maneira lúcida.

Antes que me esqueça agradeço o bife de porco em vez de ovos estrelados com salsichas.

Antes que me esqueça, obrigada pela blusinha amarela que tanto gostei.
Antes que me esqueça obrigada por me emprestar roupa para vestir.

Antes que me esqueça, obrigada pelo primeiro baton

Antes que me esqueça, obrigada pelo primeiro perfume.

Antes que me esqueça , obrigada por me levar pela primeira vez a uma discoteca.

Antes que me esqueça, obrigada por aquele croissant de chocolate.

Antes que me esqueça, obrigada por me ouvir quando precisei.

Antes queme esqueça, obrigada pelo segredo que guardou e por aquele que me confiou.

Antes que me esqueça, obrigada por chorar comigo.

Antes que me esqueça, obrigada pelas gargalhadas que demos juntas.

Antes que me esqueça, obrigada pelos momentos no Opel branco a ouvir o Oceano Pacífico.

Antes que me esqueça, obrigada pelo passeio até ao mar depois de um dia de trabalho.

Antes que me esqueça, obrigada por me ter feito sentir alguém muito especial.

Antes que me esqueça, obrigada quando me defendeu das injustiças.
Antes que me esqueça, obrigada por tantos momentos que passámos durante estes anos com muitos obstáculos e trambolhões.
Antes que me esqueça e seja tarde demais, não se esqueça que gosto muito de si.

Desejo-lhe um Feliz Natal e um 2018 maravilhoso e que todos os seus sonhos se tornem realidade. Muita paz, saúde e amor.
Querida amiga, até breve.

Lavada em lágrimas li e reli esta carta e pensei que quando tudo parece descambar, a vida surpreende-nos e mostra-nos, que nem tudo está perdido e agradeço estas dádivas que enchem a minha alma de uma infinita paz.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D