Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Deita fora o que não precisas

 

Tens o hábito de guardar objectos inúteis acreditando que um dia vais precisar deles?

Tens o hábito de juntar dinheiro sem gastá-lo porque imaginas que ele te poderá fazer falta no futuro?

Tens o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos e outras coisas que já não usas há muito?

E dentro de ti?

Tens o hábito de guardar raivas, ressentimentos, tristezas, medos e outros sentimentos negativos?

 

Não faças isso, vai contra a tua prosperidade.

É preciso deixar um espaço, um vazio para que novas coisas cheguem à tua vida.

É preciso desfazeres-te do inútil que há em ti e na tua vida para que a prosperidade possa acontecer

A força desse vazio é que absorverá tudo o que desejas

 

Se acumulares objectos e sentimentos velhos e inúteis

Não terás espaço para novas oportunidades

 

Os bens necessitam circular.

Limpa as gavetas, os armários, a garagem...a mente

Dá tudo o que já não usas

 

Quando se guarda considera-se a possibilidade de falta e de carência

Há que confiar no amanhã

E que coisas boas virão.

Deixa entrar o novo em tua casa e até dentro de ti!

 

 

publicado às 20:52

Lado a lado

Existe um Olhar

 

Deixa que segure na tua mão.

Não te afastes, não te escondas. Fazes parte do mundo, impossível passares incógnito, anónimo.

 

Partilha comigo as tuas lágrimas, deixa que caiam do teu rosto, que me salpiquem, que eu possa torná-las menos amargas, e secá-las com palavras de alento e conforto.

 

Encosta o teu ombro e descansa, não precisas falar, simplesmente repousa, alivia o peso que carregas e reparte-o comigo.

Reprograma os ficheiros obsoletos e sem sentido, abre novos mundos ao teu mundo, deixa espaço para acrescentares o novo, tudo o que hoje achas improvável e que amanhã poderá ser realidade.

 

Esvazia a lixeira, o que não tem mais sentido, o que ocupa espaço nas tuas noites de insónia.

 

Renova o stock das ideias, dos sonhos, dos desejos inconfessáveis, das loucuras saudáveis, dos prazeres das coisas simples, dos monólogos que te deixam um brilho nos olhos e dos diálogos que te possam fazer acreditar que não estás só.

 

Apaga a saudade, tens o presente, este momento em que estou aqui, lado a lado, segurando a tua mão.

 

 

publicado às 10:22

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados