Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Cantinho da Manu

"Quando duas pessoas partilham um pão, cada uma volta com um. Quando partilham ideias, voltam com duas." (Buda)

Feng Shui-arte oriental milenar-algumas dicas

O Feng Shui é uma antiga arte asiática, envolvendo um conjunto de fórmulas e teorias para melhorar o bem-estar dentro e através do habitat. Teve origem há mais de 3000 anos na China imperial. Uma arte que pode usar  no seu ambiente de trabalho ou no lar que poderão dar apoio para si e seus descendentes proporcionando bem-estar, felicidade, prosperidade e harmonia.

Dicas para transformar sua vida

Reconquistar a sua confiança:
Para encontrar ou aumentar a confiança em você e promover a sua imagem, sua reputação e seu reconhecimento social, selecione a área ao sul de sua casa e seu escritório. Use cores vivas como o vermelho e quente fúcsia, amarelo brilhante, a framboesa ... Escolha para colocar uma lâmpada bonita ou velas nestas cores. Representações de cavalos empinados ou a galope são muito positivas porque dão muito "Yang" (energização). Girassóis, papoilas e flores vermelhas são todas muito positivas...

 

Evitar, as Flores Secas, representam a morte. alguns terapeutas também não aconselham flores de corte. Mas se gostar, utilize.
As flores secas são símbolo de morte. Desfaça-se delas e substitua-as por naturais.

 

Não se sentar em qualquer lugar ...

Não se sentar debaixo uma viga no trabalho ou enquanto estuda, pode impedir o seu progresso e causar dores de cabeça.

 

No Feng Shui, o espelho é um protector. Use-o na parte frontal ou lateral na porta ou portas das casas de banho.

 

Uma linda pedra do mar, pintada e decorado com uma flor, que servirá como decoração simples ou pisa-papéis, vai promover o setor sul, o da Fama, sudoeste a do casal.

 

Os patos mandarim são usados em Feng Shui para a harmonização das relações do casal. Deve colocá-los no setor Sudoeste, tomando cuidado para deixá-los lado a lado, sempre aos pares.

 

Corações promovem o campo do amor, no sudoeste de sua casa ou seu quarto.

 

Nunca colocar um espelho em frente à cama do casal, será sempre fonte de desarmonia ou doença, em contrapartida se colocar um de frente à mesa de jantar ele multiplica os bens.

 

Num escritório evitar ficar no centro da sala, de preferência a sua secretária deve estar junto de uma parede e que possa sempre ver quem entra.

 

Estas são algumas das muitas dicas sugeridas pelo Feng Shui, mas não se esgotam aqui.

publicado às 09:52

Guardo a minha paz e espero á mesma hora

 

" Teria sido melhor se tivesses voltado á mesma hora-disse a raposa, se tu vens por exemplo ás quatro da tarde, desde as três começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer hora nunca saberei a hora de cativar o coração"( Antoine de Saint Exupéry)

 

Hoje de visita a uma loja de decoração vi escrita numa bela almofada branca esta mensagem que me tocou, aliás como me toca todo o livro do Principezinho, mas acho que devo acrescentar algo a este meu post de hoje, porque faz anos que faleceu um dos poetas portugueses que mais admiro: Fernando Pessoa.

 

Bóiam farrapos de sombra
Em torno ao que não sei ser.
É todo um céu que se escombra
Sem me o deixar entrever.

O mistério das alturas
Desfaz-se em ritmos sem forma
Nas desregradas negruras
Com que o ar se treva torna.

Mas em tudo isto, que faz
O universo um ser desfeito,
Guardei, como a minha paz,
A esperança, que a dor me traz,
Apertada contra o peito.

(Fernando Pessoa)

publicado às 22:15

Energia...como se perde, como se ganha

Desde sempre achei que haviam pessoas que me deixavam completamente fragilizada, sem forças, com incapacidade de acção e um nevosismo inexplicável. Durante muito tempo não encontrei resposta para este estado tão debilitado que por vezes surgia.

Lembro-me de certos professores que me faziam tremer mal se aproximavam, estar nas aulas deles era uma tortura, não pelos castigos, mas pela postura, pelos gritos, pelo aspecto pouco amistoso e ditador que imprimiam ao discurso. Outros pelo contrário eram a antítese e não era por isso que tinha mais respeito a uns que a outros.

Não sou pessoa para  aceitar, tinha que descobrir onde, como, quando e o porquê destes desiquilíbrios, como se formam e como se transformam, mas também sei que no tempo certo as respostas surgem e elas apareceram quando descobri o livro "A Profecia Celestina"; parece que tinha sido tocada por uma varinha mágica... fez-se luz, encontrei respostas.

Aprendi que estamos rodeados de protões, electrões, átomos, neutrões...ou seja energia.  Tudo o que se move, anima a matéria e transforma-a em energia. Está em nós próprios, na comida, na natureza...

Nem sempre conseguimos gerir as nossas energias e vamos buscá-las aos outros com quem interagimos no dia a dia. Insconscientemente roubamos energia, quando nos queixamos dos problemas no trabalho, dos conflitos com os filhos, quando falamos das nossas preocupações com amargura e desânimo ou no stress que gerou na nossa vida uma determinada situação...é nestas alturas que nos transformamos em vítimas.

Também  já me servi desta estratégia para me revitalizar, também já me senti bastante débil quando me faziam o mesmo.

Com  leituras , conversas, experimentação, fui a pouco e pouco encontrando formas de me proteger e ao invés de tirar, começo a pouco e pouco a dar sem ficar lesada e oferecer  aquilo que dificilmente me tentam roubar.

Não é fácil colocar em prática este processo de defesa/partilha, requer muita prática, intuição, estar atenta , disponível e perceber que a solução está dentro de mim.

 

Assim aprendi:

Quando vejo alguém triste e queixoso dou-lhe apoio, um ombro, uma palavra e não deixo que transfiram para mim toda a negatividade... e sorrio

Quando me questionam com ar pouco amistoso, retribuo com ar acolhedor... e sorrio

Quando me mentem sei que a pior estratégia é desmentir, confrontar, porque  mente-se para esconder uma verdade e quem mente não quer ser desmacarado; então deixo que o tempo revele o que agora se esconde, aguardo... e sorrio.

Quando põem em causa a minha conduta, o meu comportamento... em silêncio, espero que a verdade venha ao de cima... e sorrio.

Quando a ausência, a solidão, a falta de carinho, da presença animadora, quando a saudade aperta... socorro-me da minha força interior e tento encontrar em mim própria as respostas que tardam ...e sorrio.

Com sorrisos, desarma-se a violência, a intolerância, o medo, a prepotência, a calúnia, a vítima e o ditador.

Quando por algum motivo indecifrável me sinto a descambar, nostálgica, desanimada, tento não me torturar e busco momentos de beleza para além da minha janela e existe sempre um olhar para aquele mar, aquela flor, aquele amanhecer, as árvores, as montanhas mais altas, o canto dos pássaros, o perfume das flores... e aprendo que a natureza é a única fonte de energia  disponível, que simplesmente dá sem pedir nada em troca

E no final apenas sorrio.

 

 

publicado às 23:35

Fim do Mundo? Quando?

 

Já andava a preparar-me para o fim do mundo em 21-12-2012.

Tinha pensado numa série de coisas que gostaria de fazer antes que isso acontecesse, quando li aqui, que afinal vão dar-nos mais uns anitos de vida. Fiquei aliviada, respirei fundo, mas ao mesmo tempo fiquei desanimada...todas as viagens programadas, todas as festas que quero fazer, todas as boas intenções que me levaram a prometer ser uma pessoa melhor, foram por água abaixo. Afinal posso continuar a fazer os mesmos disparates de sempre porque o prazo de validade deste planeta foi prolongado. Possivelmente ainda volto a reencarnar e isto ainda não acabou.

Se alguma coisa de útil têm estes prognósticos, é o facto de se poder ganhar muito dinheiro com todas estas especulações, repare-se no filme 2012, que rendeu uns bons milhões e esta senhora vai andar entretida, ganhando uns tostões a fazer investigações e a alimentar as mentes mais ávidas de notícias empolgantes e bem mais interessantes que as que ouvimos sobre agressões, fraudes, política e futebol...

Eu tenho esperança que um dia destes  ela  chegue á conclusão que afinal é em 2012 que vamos desta para melhor e aí vou continuar a aproveitar cada minuto da minha vida e a viver intensamente.

Nasa também já veio desmentir, e garante que 2012, é só e apenas mais  um ano dos muitos que ainda temos pela frente, mas pelo sim pelo não, já há uma dispensa,  onde estão guardadas todas as espécies necessárias para a dar continuidade ao planeta, caso haja uma catástrofe.

 

Ao longo da história  astrólogos, profetas, videntes... fizeram previsões do fim do mundo, lembro da célebre frase: a dois mil chegarás de dois mil não passarás, ficou muita gente aliviada quando acabaram as doze badaladas e nada aconteceu, agora fala-se no calendário Maia, como sendo o mais fiável no que diz respeito a 2012 e pasme-se depois de tanto se especular, de tanto se escrever, vem agora a Sabrina alterar esta data

Já não sei em quem acreditar!

 

O meu escrever irónico sobre o tema, foi só e apenas o prelúdio para falar de coisas, que considero mais interessantes e que me levam a pensar que o fim do mundo acontece todos os dias.

O fim do mundo é para todos os que desistiram de viver, que perderam a esperança, que deixaram de sonhar e de acreditar.

Cada dia morre um pouco do nosso mundo, quando se atenta contra a natureza, contra a preservação das espécies, se promovem guerras, se desperdiçam recursos para garantir uma boa qualidade de vida.

Fim do mundo é quando se especula sobre o amanhã e nos esquecemos de viver agora.

Fim do mundo é quando não damos valor a todos os que sofrem, que precisam de nós e nem damos por eles.

O mundo termina, quando se promove o suborno, a fraude, a mentira, a deslealdade, quando se passam por cima de valores que são o alicerce mais valioso, para a edificação de um ser humano mais equilibrado.

O mundo termina, quando eu me esqueço do idoso que vive na maior solidão, o jovem que eu deixo ser escorraçado, a criança que foi abandonada a mulher ou homem que foram traídos e que eu não tive tempo de ouvir o seu desabafo.

 

Quero que o mundo não acabe aqui, quero que perdurem as boas acções, e que o AMOR seja a palavra de ordem para acabar com todas as desordens.

 

 

 

 

publicado às 12:10

Regressei

Passeio no areal, olho para trás e entretenho-me a ver os desenhos das minhas pegadas,  afundo os calcanhares ou saltito ao de leve, diverte-me ver o meu rasto deixado na praia, agora deserta.

As pedras são agora só minhas... de mil cores , lisas, brilhantes, preciosas, envernizadas pela espuma das ondas.

Desapareceram os ruídos que invadiram a intimidade que nos une há muito, as gargalhadas que abafaram os gritos das gaivotas, as cores das toalhas que disfarçaram o bronze das areias finas, os corpos que violaram o rebentar das ondas...tudo se foi.

Pude finalmente vaguear sozinha, num espaço que reclamo para mim, num tempo que me foi destinado.

Sem pressa, sem rumo, deixo-me envolver pelos raios de sol que me acolhem e embalam e me fazem sentir como se tivesse voltado a casa.

Sou recebida sem grande alarido, a paz que procuro encontrei-a aqui. O cheiro da maresia é a fragrância que desejo para completar um dia de Setembro.

Regressei.

publicado às 20:55

O sol brilhou!

 Depois de um Sábado de sol, embora com algum vento, pensei que no Domingo me iria estender de novo na areia e tomar pelo menos uma banhoca. Como me enganei!

A Oeste nunca se sabe como vai estar o tempo no dia seguinte, mesmo que os metereologistas digam que o Verão veio para ficar ou que as temperaturas vão ultrapassar os trinta graus, neste canto de Portugal é sempre uma incógnita, a serra do Montejunto estraga tudo, o Sol parece chegar ali e esbarrar, nada de passar cá para este lado.

Fiquei sem saber o que fazer, só de uma coisa estava certa, em casa é que não ia ficar.

Lembrei-me que há muito  andava a pensar  fazer o percurso pedonal que circunda parte da Lagoa de Óbidos.

Como adoro andar a pé, a paisagem é paradisíaca, o silêncio é rei, decidi que seria esse o meu programa de Domingo. Em boa hora o fiz. Que tranquilidade! Que paz! Palmilhei alguns quilómetros, extasiada pela beleza da paisagem.

O cheiro dos pinheiros que ladeavam o caminho misturado com um outro bem diferente, mas agradável , vindo das águas da lagoa, o barulho  suave de vozes ao longe, o piar de algumas aves que faziam voos rasantes, o restolhar de algum réptil que se assustava com o som dos meus passos, foram suficientes para tornar a minha caminhada num dos momentos mais bonitos dos últimos dias.

Como por magia o sol voltou a brilhar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 23:28

Ao cair da tarde

 

O vento quase parou... corria apenas uma leve aragem que roçava ao de leve na cara e me enchia as narinas com um cheirinho a maresia que aspirei profundamente como se do melhor perfume se tratásse.

Adivinhava-se um pôr do sol daqueles  que me habituei a contemplar durante anos a fio naquela esplanada abrigada do vento, virada para o mar .

Ao longe Berlengas e Farelhões surgiam imponentes envoltas em leve névoa, sinal que amanhã o dia vai ser de calor. Mau sinal quando aparecem nítidas e bem recortadas, temos chuva pela certa.

Amêijoas, imperial, pão quentinho e a companhia do meu filho, foram os ingredientes perfeitos para tornar este final de tarde num momento de paz. Sempre que estamos juntos, aproveitamos para falar da vida, das nossas vidas.

Entremeámos a conversa com algumas gargalhadas, cumprimentámos amigos que voltaram para mais uma temporada de férias, ficámos a saber quem vai casar, quem se separou, quem namora com quem , do filho que nasceu, da que está grávida , das maleitas dos avós, das viagens que os pais fizeram, do final do curso, da entrada para a faculdade...

O sol descia lentamente, o barulho inicial foi substituído pelo leve sussurro das vozes e da música suave que enchia o ambiente.

Os dois saboreávamos este fim de tarde como se fosse uma dádiva divina. As palavras soltavam-se... ideias, opiniões, críticas, o que fizemos bem ou menos bem...tudo fluia naturalmente. Como gosto de o ouvir, são sempre sábias as suas palavras...e já em jeito de despedida terminou dizendo:

_Sabes mãe, com um carro estampado nunca se pode viajar.

Parei, olhei-o nos olhos e disse-lhe:

_ Amanhã vou começar a arranjá-lo, prometo

 

 

 

 

publicado às 00:57

22 de Abril, Dia do Planeta Terra

Hoje reencaminho uma mensagem escrita pelo Dr. Alfredo Sfeir- Younis ,  fundador e presidente do Instituto Zambuling para a transformação Humana e com o qual já tive oportunidade de participar em várias meditações para a Paz Mundial. Quem estiver interessado em conhecer o seu trabalho em prol da paz  poderá aceder a: http://silentpeacemeditation.com/

 

Hoje "Dia do Planeta Terra"

 

A mensagem:

 

" Cidadãos deste planeta

 

Chegou o momento de juntos limparmos o planeta; se o fizermos estaremos a limpar-nos a nós próprios.

Vivemos um momento da nossa história em que a humanidade deve desenhar uma nova arquitectura para o seu destino colectivo. Estes processos de limpeza são essenciais.

Estamos vivendo com demasiados níveis de stress, toxicidade, destruição do meio ambiente, insegurança, violência e pobreza.

Hoje dirijo-me a todos com compaixão sabedoria e poder interior, para vos chamar a participar num programa especial, " As Árvores da Limpeza para a Paz". É fácil,  simples e com grande impacto para todos os que  nele habitam.

O principal objectivo é plantar  árvores  equivalente ao número de habitantes deste planeta.

Cada de nós deve dar a sua contribuição, um a um vamos alcançar a meta desejada.

Este é um programa para a Paz colectiva.

A limpeza do Planeta permite limparmo-nos a nós próprios individual e colectivamente e obter a paz interior colectiva; esta paz interior é essencial para a paz mundial colectiva.

Transmitam este convite aos vossos governos, organizações locais, família , amigos, e enviem fotos, o número de árvores que plantaram, variedade, e onde plantaram.

Este é um programa que nasce e se executa  partindo das bases, deve ser o seu programa.

É preciso actuar já.

 

Conto com a sua participação activa

 

Mis oraciones e bendiciones ir a todos y cada uno de ustedes.

En el camino de la paz colectiva

 

Cho Tab Khen Zambuling

(Alfredo Sfeir- Younis)"

 

                                                  

 

Vamos plantar uma árvore!

 

publicado às 15:42

Hoje aceito

 

 

 

 

 

Hoje aceito a chuva que cai

Aceito o riso

e a lágrima

Aceito as palavras ditas

e tudo o que ficou por dizer.

Aceito o momento de solidão quando a noite caiu

A ausência de quem teve de partir

O medo de perder

A saudade de um sonho que passou

A alegria do olhar

O segredo que guardei

O encontro desejado

A conversa partilhada

Aceito o que não posso transformar

a dor , o desânimo, a paixão...

Hoje aceito...

porque há o coração que bate

O ar que respiro

O alento, o refúgio

a alegria da chegada

o brilho nos olhos                           

a gargalhada

a carícia partilhada

o beijo eternizado

a promessa

a esperança...

 

Por tudo...eu aceito 

 

 

publicado às 00:15

Mais sobre mim

imagem de perfil